Carlos Latuff

De Wikimerda
Ir para: navegação, pesquisa


Cquote1.png Viva o Islã! Viva os gays! Cquote2.png
A lógica de Carlos Latuff

Carlos Latuff pintando um terrorista palestino

Carlos Latuff é um ativista doente e megalomaníaco que é mais conhecido por sua firme propaganda pró-árabe. Há também o fato de que ele constantemente fica se lamentando sobre ser incapaz de praticar a liberdade de expressão na Internet, enquanto, ao mesmo tempo, ele censura seus críticos, sendo o bastardo que é.

Os palestinos não poderiam ter estado mais perto de obter "a sua terra de volta dos porcos sionistas" do que nas charges de Latuff, onde os judeus são retratados como porcos fascistas intolerantes e assassinos. Agora, com este novo artista de propaganda comunista, os muçulmanos são capazes de influenciar a opinião pública a seu favor e roubar todo o território de Israel para si mesmos graças ás charges de Latuff, onde os pobres árabes sofrem porque nunca terão um lugar para chamar de "casa". Outra característica que o diferencia de outros cartunista, é que ele é famoso por apagar comentários mais rápido do que um ninja.

Ou isso, ou ele apenas se senta em seu computador e fica apertando a tecla F5 durante todo o dia e toda a noite. Latuff também fez uma série de desenhos animados que retratam o premiê israelense, judeu, americano, o deputado brasileiro Jair Bolsonaro e o primeiro ministro britânico Tony Blair, entre outros políticos como monstros e nazistas.

Em outras palavras, Latuff é um cara que odeia os judeus, mas chama seus opositores de nazistas. Ele é, por falta de melhor termo, um idiota completo e ignorante.

Contribuições para a sociedade[editar]

DevianTART[editar]

Carlos Latuff se masturbando para libaneses civis mortos
Charge de Latuff descrevendo ele próprio
O script de deletação automática de comentários de Latuff em ação! Sim, para Latuff, a liberdade de expressão não deve ser bem-vinda

Outro que constantemente caga em seu trono de porcelana (a.k.a.: galeria do DeviantArt) tão frequentemente quanto alguns árabes aleatórios estão queimando a bandeira de uma nação civilizada, Latuff contribuiu muito pouco para o público em geral. A única coisa que Latuff distribuiu abertamente foi o pseudocódigo que ele usou para desenvolver um script de deleção automática de comentário:

SE (comentário == uma linha vazia que me idolatra) DEPOIS

SAÍDA

OUTRO

deletar comentário

ACABOU-SE

Isso não é tudo, no entanto! O governo brasileiro deu 40% do dinheiro do contribuinte para Latuff fazer seus desenhos animados! Não, o governo não tem nada melhor para fazer:

Cquote1.png Ok, senhores. Temos uma caralhada de dinheiro, bilhões de reais á nossa disposição, os nossos agentes das FARC estão no local, e a presidanta acaba de nos dar a luz vermelha para iniciar-mos a operação. Sentem-se suas bundas arrombadas nessas cadeiras e compartilhem os cartoons de Latuff em nosso aliado Foicebook Cquote2.png

Você pode ouvi-lo? Esse é o som de paranoia que escoa através de cada fenda no corpo de Latuff:

Cquote1.png Este site foi "visitado" por um servidor localizado no endereço IP 67.108.115.178, o nome do host é techtrack.gov. Interessante é que o Centro de Controle Terrorista tem um endereço de e-mail no mesmo domínio. O CCT é uma agência do Departamento de Segurança Interna dos EUA, criado em 2003 para consolidar terroristas e fornecer apoio operacional para milhares de policiais federais em todo o país e ao redor do mundo. Bem, o Big Brother[1] só não está nos observando, como também lê quadrinhos Cquote2.png
Carlos Latuff, o paranoico

Devido á falta de habilidade necessária para elaborar tais histórias em quadrinhos meia-boca, ele é capaz de repartir novos quadrinhos exagerados em uma base bi-semanal rápida, tal como acontece com seus delírios sobre Juba, o sniper de Bagdá (não diga para Latuff que "Juba" é um personagem composto para uma propaganda, assim como o Papai Noel e a Fada dos Dentes, usado por insurgentes iraquianos. Você vai fazer ele chorar). Quando você não pode escrever merda, falar merda, pintar merda ou trabalhar merda, você pode sempre desenhar merda. E é por isso que Latuff tornou-se um cartunista.

Wikipédia[editar]

60px-Uiquiilogo botante.gif
Para os idiotas entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Carlos Latuff.


Latuff honrando seu herói novamente
Latuff é um dos maiores críticos da mentalidade americana de permitir que a violência seja exibida na televisão, para ele, isso estimula a violencia. Agora, as suas charges que possuem violência explícita estão liberadas!
Lembrem-se, crianças! Sempre carregue um Alcorão em seu bolso da frente. Isso vai deixar Alá feliz

Em 10 de abril de 2007, Latuff "alegadamente" (obviamente) tentou vandalizar um artigo sobre ele mesmo na Wikipédia gringa[2]. Seu endereço de IP foi rapidamente proibido de fazer quaisquer outras edições, e a página logo foi protegida. Eis a seção (traduzida) que Latuff tentou remover do artigo em questão:

Infância

Nascido em uma família de 7 no Rio de Janeiro, filho de pai brasileiro e mãe argentina, Carlos foi o quarto filho. Seu pai era um trabalhador de classe média que era um eletricista por profissão, e sua mãe era uma professora de escola até ter seus filhos, sendo que em seguida tornou-se uma dona de casa. Carlos se destacou na aula de arte como um jovem rapaz. Aos 12 anos de idade, seus pais se separaram depois que sua mãe se mudou de volta para a Argentina para se casar com um homem judeu. E foi aí, aparentemente, em que Carlos começou a mudar, ele passou a ter problemas na escola, foi suspenso várias vezes e começou a isolar-se desenhando.

Casamento

Aos 34 anos, Carlos e seu futuro marido, Javier bin Laden, viajaram para Toronto onde passaram por votos para o casamento. Eles se casaram na mesquita local Igreja da Trindade, na frente de mais de 200 convidados do mundo inteiro. Carlos afirmou que este "foi o momento mais feliz de sua vida"

A Wikimerda se orgulha de ter o único artigo genuíno e enciclopédico sobre Carlos Latuff. Ele ficaria feliz se acidentalmente caísse nessa página. Sinta-se livre para mostrar a ele. Latuff foi rápido para responder ao incidente sobre a Wikipédia, alegando que nasceu em uma família de 72 pessoas e não sete, que seu pai não era judeu e que ele não se casou com um homem gay aos 34 anos. E ainda declarou Cquote1.png Que vergonha, Wikipedófilos Cquote2.png (de fato os usuários da Wikipédia são pedófilos, mas Latuff critica quem pede a pena de morte para pedofilia, então ele não pode chamar ninguém de pedófilo, num é mermo?). De fato, sua declaração chocante ironicamente afirmou uma ideologia na qual tanto a Wikimerda quando seus (de Latuff) inimigos da direita concordam:

Cquote1.png Não acredite na Wikipédia! Cquote2.png
Carlos Latuff aqui, de novo

A Wikipédia possui algumas informações que compactuam com as informações que Carlos Latuff acredita, como as seguintes:

Se não é pra acreditar na Wikipédia, então não acredite em nenhuma dessas afirmações.

Palestina[editar]

Latuff é tão demente que ele mesmo criou os repórteres Pallywood e seu exército de atores patéticos e diz que é uma fonte respeitável. Embora ele afirma que apoie a "luta palestina contra "Israhell"[10], Latuff faz-lhes mais mal do que bem com suas ridículas charges. Isso faz os próprios palestinos considerarem Latuff um judeu que ajuda os "sionistas" na frente da batalha política. O que faz sentido, visto que Latuff pensa igual ao governo brasileiro e o acusa de ser de "extrema-direita". Latuff se identifica com os terroristas palestinos porque defende ações terroristas contra a Polícia Militar.

Latuff falando merda[11]!

Uma típica charge de Latuff

Se você pode descobrir o que diabos ele está dizendo, sem a ajuda de um tradutor, então você é um sionista opressor filho da puta que apoia a polícia militar e o holocausto israelense contra os palestinos. Todos os seus quatorze admiradores querem elogiá-lo no YouTube, mas lamento, comentários bloqueados!

Estados Unidos da América[editar]

Paralelamente á mesma lógica inversa que deu um golpe feroz para os palestinos, Latuff indiretamente e sem saber, apoia os Estados Unidos e aleija o Oriente Médio. Ele é um defensor dos direitos dos gays. No entanto, o que é desconhecido para Latuff (que não estuda) é o fato de que os homossexuais possuem mais liberdade nas sociedades ocidentais, como a América, do que nos infernos árabes e muçulmanos que ele apoia fortemente. Cquote1.png Então Latuff apoia a América e o Ocidente, porque eles não lincham os gays, certo? Cquote2.png Errado! Não se esqueça que Latuff é um idiota. Como todo esquerdista, em sua mente só há espaço para a hipocrisia. Ele ama os homossexuais[12], mas não o suficiente para expressar algum desgosto contra as próprias religiões que perseguem e executam os gays.

Cquote1.png Defendo os homossexuais e o Islã, odeio a América! Cquote2.png
Carlos Latuff

Posição sobre a liberdade de expressão[editar]

Um debate de ideias comum na página de Latuff

Como qualquer amante da liberdade, comunista de merda, maconheiro filho da puta e feminista, Carlos Latuff apoia fortemente tanto a liberdade de expressão quanto á de oposição em todos os corredores da vida. Claro, "liberdade de expressão" não se aplica áqueles que discordam de suas ideologias de inspiração nazi.

Cquote1.png Se você concorda com os meus pontos de vista e quer me apoiar, por favor, não perca seu precioso tempo em discussões inúteis... Cquote2.png
Carlos Latuff de novo

Ele está certo sobre o dinheiro! "Por favor, não perca tempo em discussões inúteis, o que levaria ambos os lados á chegar a um acordo sobre uma conclusão razoável. Vamos, ao invés disso, recorrer ao ódio cego e a propaganda!" Ditador, alguém?

Latuff nunca deixa de surpreender os seus dois aliados e inimigos, silenciando-se em uma raiva de censura em curso sobre o seu próprio jornal:

Cquote1.png Apagado pelo proprietário[13] Cquote2.png
Carlos Latuff

Ele possui um bom argumento, não? Não há dúvida de que todos podem se relacionar com suas palavras de sabedoria infinita.

Então lembrem-se crianças, na próxima vez que você gritar a plenos pulmões que você tem o direito dado por Deus para expressar suas opiniões e idéias em uma arena pública, certifique-se de que o outro filho da puta que não concorda com você não lhe deu a oportunidade de fazer o mesmo! É a maneira de Carlos Latuff! Assim como um defensor de Latuff afirma: "Latuff gosta de invocar debates, mas ele nunca vai participar de debates." A hipocrisia constante de Carlos Latuff e táticas insípidas ainda farão este site ficar muito parecido com um farol de bons costumes...

Admiradores[14] e Opositores[editar]

Admiradores[editar]

Izzi, como uma boa muçulmana, não provoca nenhum apelo sexual ou sedutor (gostosinha, hein?)
Finkelstein é uma maneira infalível de arruinar uma credibilidade.

Izzi de Sileas: O típico adorador chorão de Latuff[editar]

Yasmine, a.k.a.: Izzi, cujo blog, intitulado "Sileas" foi recentemente excluído porque ela não poderia lidar com o fato de que odiar Israel é um comprovado pensamento antissemita, é um dos maiores apoiadores de Carlos Latuff.

Norman G. Finkelstein[editar]

Norman G. Finkelstein é um apoiante orgulhoso das tolas travessuras de Carlos Latuff. Ao longo de oito mil de suas referências e fontes vêm dos quadrinhos espirituosos de Latuff, como a que descreve Alan M. Dershowitz se masturbando para civis libaneses mortos. Você está certo, Finkelstein, não há diferença. As pessoas iriam rir se Israel lançasse uma bomba sobre uma inexistente cidade palestina. Como isso pode não ser engraçado?

Se Finkelstein (seu nome soa como o de um ditador fascista alemão ou italiano) se oferecer para promover sua causa ou te apoiar, corra. Corra longe e se esconda. Se esse cara diz que a terra é redonda, é melhor atualizar todos os livros didáticos de geografia do ensino fundamental e dizer:

Cquote1.png A terra é plana! Cquote2.png

Opositores[editar]

Latuff retratando muçulmanos como assassinos? Estranho, muito estranho!

O senso comum[editar]

Apenas o fato de que qualquer um com inteligência suficiente para saber que você não conseguir localizar a Palestina em um mapa é inteligente o suficiente para saber que Latuff está cheio disso. No entanto, é uma causa perdida tentar mostrar algum sentido para este garoto propaganda da AIDS. Tentar desmerecer Carlos Latuff é como tentar estuprar uma streaker masoquista. Claro que é fácil de fazer, mas ele dá a mínima?

Superman[editar]

Latuff tem uma vingança pessoal contra o Superman por este desossar sua mãe ao mesmo tempo exato em que ela estava dando à luz. Sua primeira memória era de um enorme galo dourado chegando mais perto e mais longe a cada estocada passando da pélvis do super-herói. Ele prometeu vingar-se da humilhação de sua mãe, tendo a sua frustração contra o personagem favorito de toda a DC Comics sobre a tela. (Veja imagem à direita).

Curiosidades[editar]

O diário de Latuff foi medido a 9,847 pés de altura.

Entre em contato[editar]

Ver também[editar]


A gente fala merda mas comprova o que fala!

  1. O engraçado é que o Big Brother se inspira na figura de Stalin, a quem Latuff se masturba e admira
  2. COMO ESTES GRINGOS FILHOS DA PUTA PODEM ESCREVER UM ARTIGO SOBRE MIM??? ABAIXO O IMPERIALISMO IANQUE
  3. Artigo sobre o Nazismo na Wikipédia
  4. Artigo sobre o Fascismo na Wikipédia
  5. 5,0 5,1 Artigo sobre a extrema-direita na Wikipédia
  6. Artigo sobre Papai Noel Fidel Castro na Wikipédia, que o define como um revolucionário comunista cubano
  7. Artigo sobre Cuba na EcuRed Wikipédia, em nenhum momento mencionando a palavra "ditadura"
  8. Artigo sobre Adolf Hitler na Metapedia Wikipédia
  9. Artigo sobre o Capitalismo na Wikiality Wikipédia
  10. Achou graça? Eu não!
  11. E quando não está?
  12. E vem dizer que a Wikipédia estava errada ao dizer que ele se casou com um homem gay?
  13. Wut? Agora defende a propriedade privada?
  14. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Ligações externas[editar]