Uncyclopedia 2: Electric Boogaloo

De Wikimerda
Ir para: navegação, pesquisa


Computer01.png Uncyclopedia 2: Electric Boogaloo
Illogicopedia.png
Logotipo bananalizado que descreve O Homem Banana
"No ilógico confiamos"[1]
Tem que pagar pra ver essa porra??? Não (custo real: sua sanidade)
Proprietário Um louco que fugiu do manicômio
Gênero Área de estouro
Fundador Illogia
URL wackypedia.wikia.com
Maior feito Coisar
Empresas Associadas Malucopédia
Partido Democrata

Cquote1.pngVocê quis dizer: Malucopédia?Cquote2.png
Google sobre Illogicopedia
Cquote1.pngVocê quis dizer: WackypediaCquote2.png
Google sobre Illogicopedia

A Illogicopedia é um projeto wiki on-line do gênero Illogicopediae (pronuncia-se Illogico-pei-dei). Criado por Illogia no final de 2006, foi concedida uma vida própria por uma rajada de vento mágico que soprava pela oficina de carpintaria em uma manhã, respirando a primeira aparência de atividade para o que ficaria conhecido como Illogicopedia. Illogia deu um breve sorriso antes de abandonar o local por completo cerca de duas semanas mais tarde. No entanto, o site continuou a crescer durante sua ausência, Illogicopedianos tomaram o lugar e jogaram os artigos lógicos do site em um mictório público nas proximidades, com toda a graça e elegância de um troll tentando conduzir uma conversa coerente.

Nome[editar]

Um típico artigo da Illogicopedia

O título original da Illogicopedia, Wackypedia, foi desfeito pouco depois de ser concluído que se trata de um nome porcaria. O nome Illogicopedia, adotado em meados de 2007, deriva da palavra anglo-holandesa Irrojiccapeedeer, literalmente Illogia peed here ou Illogia mijou aqui traduzido para super-japonês inicialmente e depois de volta para o inglês. Outros nomes sugeridos incluíam Cackypedia, Freakypedia e Wikipedia, embora uma vez que tenha sido apresentado pelos usuários de alto nível, foram rapidamente desconsiderados.

Um usuário, um tal de James Wales, criou e desenvolveu a sua própria wiki-paródia da Illogicopedia utilizando o último nome e agora é um multi-milionário e jet setter global. Ele se recusa a reconhecer a existência da Illogicopedia, a principal razão é a sua verificação ortográfica que sempre oferece ilogicidade como uma alternativa - ele não só inventou a verificação ortográfica, mas o conceito do próprio idioma inglês. Wales é frequentemente citado como um moderno William Shakespeare por seus serviços para a Internet, mas será sempre recebido com hostilidade por illogicopedianos ciumentos.

Lema[editar]

Illogicopedia em um dia particularmente movimentado, melhor abrir mais espaço no servidor Carlb, eles precisam

O lema da Illogicopedia, Aid Epoc Igolli é um anagrama para Acid Pile Igloo, que por sua vez é derivado do termo saskatchewano para Illogicopedia. O sub-lema no ilógico confiamos é uma adaptação do nariz de queijo, um segmento notável do filósofo ilógico Richard Dawkins, um dos macacos de Charles Darwin.

Recentes alegações dizem que o lema é uma simples releitura de Analogic Wheat Rust (PT: ferrugem analógica de trigo), mas elas foram refutadas pelo proeminente escritor C.S. Lewis, que concluiu que era evidentemente plagiado de Em Deus confiamos, o lema nacional da Nicarágua. Uma vez que nenhum ilógico jamais foi influente em espanhol, esta afirmação nunca foi contestada e é interpretada como verdadeira devido á reputação de Lewis de prever com precisão o tempo mais o fato de que ele poderia determinar o número de picles em um frasco simplesmente olhando para o rótulo.

Usuários[editar]

Resíduos de elefante estão sendo preparados em bases de alta segurança por meses antes de serem desencadeados sobre o público Illogicopediano.

A grande maioria da userbase da Illogicopedia vem do site irmão Uncyclopedia, conhecida carinhosamente como Unfunnypedia. Durante os anos de formação da wiki, Oscar Wilde ofereceu apostilas de edições gratuitas e colaboradores do estoque considerável de páreas da Uncyclopedia. Aqueles que não estão em conformidade com os padrões de humor de Oscar Wilde foram banidos e mandados para a Illogicopedia, e na maioria dos casos nomeados administradores dentro de dias, às vezes horas.

Assim, os primeiros dias da Illogicopedia são comparáveis á Austrália como uma colônia penal primitiva, e a Illogicopedia moderna consiste principalmente de descendentes dos condenados originais extraditados. Em uma enquete realizada na Illogicopedia pela WikiIndex em 2011 revelou que de 14 usuários, 78% se descreveram como Uncyclopedianos. Outros 15% são Illogico-Uncyclian enquanto 2% são Illogico-Wiki-Dramati-Uncyclian. Os 5% restantes simplesmente encheu a caixa de resposta com pênis ou um desenho grosseiro, às vezes ambos.

A Illogicopedia é o trabalho de numerosos embriagados sendo realizado no fartpoint por elefantes com problemas de flatulência. No caso da divisão administrativa, esses elefantes são feijões cozidos que eram limonadas falantes (na verdade tagarelas) antes de serem golpeados com fontes intermináveis de moscas. E enlatados de queijo, uma marca realmente malcheirosa.

Na ausência de paquidermes adequados, exatamente trinta e dois chimpanzés com a capacidade de digitar estão ligados á estação de trabalho que Steven Hawking ordenou que fosse escrita. Muitas vezes, os chimpanzés são dosados com bananas cafeinadas e smarties azuis, sendo que uma banana rica em potássio não consegue chegar a tentá-los. Não se preocupe, o macaco come a banana no final, para cagar na sua cabeça.[2]

Editores[editar]

Illogicomedia Foundation, não me pergunte

As pessoas/insetos/seres que editam a Illogicopedia são conhecidos como Illogicopedians, para não serem confundidos com centopeias ou mesmo centuriões. Um grupo resistente habita em cavernas pré-históricas e loteamentos que vivem em lodo e pedaços de chalotas podres.

Se você já editou a Illogicopedia, você é oficialmente um Illogicopedian: bem-vindo ao clube. Sirva-se de arinca, biscoitos e medicação cerebral da geladeira. Participar do último pode levar a você tornar-se um colaborador e se sentir bem com isso, bem como você pode querer consumir quantidades excessivas de coque ou queijo antes de ir para a cama.

Administradores[editar]

Uma banana tentando ler um artigo da Illogicopedia

Os sysops da Illogicopedia são uma série de usuários designados arbitrariamente a manter a paz entre a população geral. Eles trabalham ao lado dos Illogicops para garantir a segurança de todos os usuários, mas na realidade são um bando de preguiçosos felizes que gostam de deixar o lugar na merda. Na maior parte, os administradores podem ser encontrados em Illogicopedia HQ[3] jogando Manic Miner e reclamando sobre como os frigoríficos comuns devem ser fixados, embora, ocasionalmente, frequentam o parque de diversões servindo queimaduras chinesas para qualquer serumano menor do que eles ou aqueles que eles acham que seria capaz de vencê-los em combate corpo-a-corpo.

As fontes da Illogicopedia são apenas os melhores vândalos da Uncyclopedia inchando a classificação administrativa, aderindo ao velho ditado "em uma terra de idiotas desmiolados, o palerma é rei". Aqueles capazes de ativar um teclado são realizados em particular auto-estima, enquanto que aqueles que podem encadear uma página levemente humorística são nomeados Super Administradores e elogiados sem fim no Illogiblog e na imprensa nacional.

Ameaças à existência[editar]

Como uma wiki aberta á edições por seres humanos, nortistas e suecos, a Illogicopedia enfrenta uma ameaça constante de vandalismo que resulta na logicidade do site. Embora os administradores sejam geralmente rápidos para combater esses ataques, muitas tentativas secretas de minar a Illogicopedia muitas vezes deslizam sob o radar, principalmente devido à apatia acima mencionada.

Roberto[editar]

Roberto, o inimigo da Illogicopedia

A maioria das paralisações de servidores podem ser atribuídas a um indivíduo no sul dos Estados Unidos conhecido como Roberto, que vem derrubando o site de forma intermitente desde 2009. Junto com a potência hacker do indiano Guru Medidation (o homem responsável por trazer a PlayStation Network para seus joelhos em 2011) e membros da família de Roberto, muitas vezes considerada uma equipe de clones defeituosos, ele foi provado ser o responsável por oito de cada dez longos períodos de inatividade.

As restantes dez vezes podem ser atribuídas a morte de esquilos que alimentam os servidores da Uncyclomedia Foundation, sempre devido á causas naturais[4]. Em um reinado de terror de dois anos, Roberto sabotou a Uncyclopedia e a Wikipédia, e foi o único responsável pelo desaparecimento da Encyclopedia Dramatica em 2011. Acredita-se que ele tenha aproveitado a coleção de textos adultos do site durante uma visita á EDHQ em meados de 2010, privando editores de todo o material de motivação e fonte.

As proezas da Roberto são ainda mais notáveis pelo fato de que ele vive em uma dieta de raspa de piso e reside em uma caravana em algum lugar no Texas. Uma vez que apenas 33% do estado está online, pensa-se que ele se infiltra em servidores da Illogicopedia para orquestrar aquisições em massa de sistemas de computador da biblioteca pública, levando todo o sinal da banda larga para seu trailer sombrio, onde ele se senta e bebe água estagnada enquanto ri cuspindo em toda a sua grande coleção de recortes de jornais wiki. No canto, seu cão de cinco patas, Donald Trump, cuidadosamente rasga todas as histórias que não contém referências ao Grande Roberto.

Vândalos[editar]

Roberto atacando a Illogicopedia
Os usuários da Illogicopedia são adeptos da religião do elefante rosa

A Illogicopedia enfrenta uma ameaça semi-constante dos esforços coletivos de vândalos. Na maioria das vezes as suas ações podem ser sanadas com reversão de comentários como Cameron tem um fundo fedorento e eu comprei um mac para meus jogos cheios de vírus e agora isso não funciona direito, uma tarefa relativamente simples graças a uma espingarda final. Branqueamento de páginas em grande escala também é comum, mas quando a equipe de administração inclui um grande número de vândalos reformados, isto está longe de ser um problema.

Cquote1.png Nós vandalizamos os vândalos para que eles possam nos vandalizar de volta e assim por diante até que uma enorme flamewar irrompe, eventualmente, abrangendo a totalidade da internet. Cquote2.png
Lema anti-vandalismo da Illogicopedia de 2007. Foi mudado para um simples "nós todos comemos queijo" no ano seguinte por razões óbvias

Entre os vândalos da Illogicopedia temos o Sr. Hickipedia, cuja wiki no Editthis foi fechada em sua apresentação por uma equipe de parque de diversões alugada especialmente com pontos no Wii. Há uma teoria de que Hickipedia era dirigido por ninguém menos que o próprio Roberto, cujo ressentimento pela Illogicopedia construído e construído ditou cada ação de sua vida cotidiana. Quando ele encontrou-se destruindo violentamente cada bananeira que via pela frente, Roberto pensou melhor e decidiu tentar tirar uma ação afirmativa. Três anos mais tarde, ao guardar dinheiro suficiente para pegar um ônibus para a biblioteca na cidade vizinha de Orpington, ele lançou um bombardeio e larga escala dos servidores com a ajuda de criança das escolas locais. De acordo com a teoria, o projeto da liberdade, como foi apelidado, é a razão para o grande tempo de inatividade de 2010.

Outro vandalismo notável da história da Illogicopedia é Avril Lavigne que, enquanto esculpia uma carreira pop de sucesso, encontrou tempo para ser simultaneamente um obstáculo e ajudar a Illogicopedia. Depois que todos os os chatos com gorjeios facilmente dirigidos se mandaram, ela mudou-se para a próxima fase, ou seja, bagunçando a Illogicopedia adicionando seu nome várias vezes para exibir páginas aleatórias. Sem que ela saiba, no entanto, ela estava realmente melhorando a wiki, e, por excelência, em um momento de síndrome de Estocolmo, tornou-se uma das articulistas mais reverenciadas de seu tempo. Ela atualmente é premiada como vândala do mês altamente mais do que qualquer um de seus registros de ouro, prata ou platina[5].

Spammers[editar]

Como uma wiki pequena de proporções de quarto, a Illogicopedia é muito grata por qualquer tipo de conteúdo que realmente recebe spambots com os braços abertos. Spammers tem sido responsáveis por mais de um artigo nomeado para destaque e muitos dão um saboroso lanche no meio da tarde para passar fome com os sysops[6]. Seus esforços coletivos são muito maiores do que qualquer coisa que a wiki já alcançou em sua curta história, e como tal, os spammers são tidos em alta conta entre a comunidade, não menos importantes para o seu humor cheio de non-sequitur que os editores humanos sempre sonharam em reproduzir[7]. Em março de 2011, as edições de spambots constituíram de 74% de todas as contribuições á Illogicopedia desde janeiro de 2007.

Wikia[editar]

Alguns pedófilos usuários comuns da Wikia que foram responsáveis pela entrada da Illogicopedia no servidor
Spock lendo a Illogicopedia

A Illogicopedia teve uma relação de amor e ódio com a W*kia, um site criado para abrigar uma conjectura de carga de conteúdo rejeitado pela Wikipédia, porque todas as informações escritas para a internet precisam ser preservadas, não importa quão grosseiras, mal escritas ou inúteis. Apesar disso, a Wikia foi inicialmente relutante em aceitar o site em sua comuna mais vista.

Purulenta no Editthis, um wikifarm hospedado em um jardim de Minnesota, a Illogicopedia se esforçou para fazer com que sua voz fosse ouvida acima da vociferante folhagem de coníferas, mudando-se da estufa e ansiava por um palco maior no qual executaria suas tarefas de teatro amador. Suas orações foram respondidas em breve, no entanto, como a Wikia finalmente se convenceu do inexistente valor cômico da Illogicopedia[8] e que esta vale a pena para a sociedade moderna, com a ajuda de um gif animado do Terminator cortando seu braço fora. E vários vídeos sinceros do alto nível do staff da Wikia em situações comprometedoras.

A Illogicopedia esteve relativamente satisfeita com a Wikia por muitos meses, colocando-se com sua ética Big Brother e babás robô que jogavam o som de 8-bit ás 4 horas da manhã. No entanto, a ideia da Illogicopedia se tornar independente já surgira nos tempos dos homens das cavernas e até mesmo os dinossauros gemeram sobre o tempo de inatividade do Editthis. Alterações cutâneas forçadas na Wikia exigiram um repensar, especialmente como oportunidade única surgiram quando as indústrias de tecido de Carl Barat ofereceu um santuário da tirania de New Monaco. Era uma oferta que a Illogicopedia simplesmente não podia recusar, e a árdua tarefa de transferir milhares de arquivos para o novo servidor, com sede no Canadá, começou.

Isto provou ser uma dificuldade, com muitas imagens e algumas das páginas americanas lutando para se manterem no servidor estadunidense. No final, todo o lote foi contrabandeado pela porta de trás com uma carga de caminhão de alfaces. Para surpresa de todos, ele trabalhou, embora mais tarde tenha sido revelado na imprensa que os administradores da Illogicopedia teriam oferecido um salvo conduto aos funcionários mexicanos da fronteira EUA-Canadá para adoçar o negócio. Neste dia, os sysops se manteram de boca fechada sobre o incidente, temendo recriminações sob leis de decência humana e/ou guerra civil.

As relações modernas da Illogicopedia com a Wikia são geladas, com muitos usuários se recusando liminarmente a contribuir para alguma coisa realizada nos servidores da Wikia, por medo disto ser usado contra eles em um tribunal de direito. Mais recentes conflitos do projeto não fizeram nada para ajudar a matéria, e o termo Wikia ainda é considerado como altamente vulgar; os usuários são encorajados a censurar todas as instâncias da palavra em seus próprios artigos e para banir um administrador da Wikia em cada oportunidade.

Versões em outros idiomas[editar]

Em português[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Malucopédia

Os peitos da Malucopédia (esse logotipo era pra ser engraçado?)

Os artigos da Malucopédia não tem graça, não fazem sentido, não querem dizer porra nenhuma, é um horror, é tão ruim que você se sente mal de pensar que alguém escreveu aquilo e achou engraçado. A desculpa que o criador do site deu é que o site é insano (ou maluco, como preferir) e que é este tipo de humor que ele quer lá, bom, se é assim, qualquer otário tem sucesso por lá. E o pior é que o site não tem artigos normais, tem artigos sobre coisas bizarras que ninguém procuraria, por exemplo, morcego gay, pense bem, morcego gay? Morcego gay? Morcego gay? Sendo que não tem nem o artigo morcego ele me faz morcego gay? Puta que pariu.

Também tem vômito com ovo podre, você, em algum momento da sua vida, pensou em editar "vômito com ovo podre" em qualquer lugar para pesquisar? Não responda. Você provavelmente não vai achar o artigo que procura lá, por isso, a única maneira de ler um artigo da Malucopédia é clicar em página aleatória ou loucura ao acaso. A Malucopédia se considerava uma wiki, mas na verdade ela não foi bem uma wiki, e sim um blog, já que quase todas as páginas estão protegidas, permitindo assim apenas edições pela parte dos administradores que nesse caso non eczistem se excetuando apenas o fundador do site sendo ele o único sysop vivo na história de toda a malucopédia.

Metade dos artigos estão incompletos e as outras metades tem menos de 10 linhas. Na Malucopédia tudo que é divertido e engraçado é proibido. Não são aceitas piadas religiosas, pois o Todo Poderoso é da igreja Bola de Neve, racistas, pois ele é colorido e exige tolerância à todas as cores do arco íris, de portugueses, por quê ele não as entende, de gaúchos, pois sua namorada é do Sul, preconceituosas, a não ser que o preconceito seja sobre outros site que não são a Malucopédia e também não pode pornografia.

Em holandês[editar]

Logotipo da Irratiopedia: uma pera (ou será um limão?)

Basicamente a Irratiopedia é uma cópia holandesa da Illogicopedia. No entanto, sendo holandesa a Irratiopedia é Casa da Mãe Joana, pois lá vale tudo: putaria, prostituição, maconha, cocaína, LSD e tudo mais que é ilegal em outros países. Em matéria de feno ela só perde para a Logimalpédie. Isso é tudo que dá para dizer sobre a dita cuja no momento.

Em francês[editar]

Logotipo da Logimalpédie: laranja, fruta símbolo dos otários

A Logimalpédie, também conhecida como Logimalfede, é uma enciclopédia fedida que não toma banho e não se passa um perfume. De origem francesa (sem piada de francês que não toma banho, por favor) esta enciclopédia fenada com apenas 84 artigos parece ser seguidora da Encyclopedia Daemonica, na verdade é muito provável que seja o namespace FR daquela pseudo-paródia da Encyclopedia Dramatica.

Em norueguês[editar]

O morango lésbico da Artigpedia

A Artigpedia é uma wiki norueguesa de humor norueguês a qual só os noruegueses conseguem entender. É caracterizada por ter artigos com menos de 1000 bytes de tamanho, o que indica que seu servidor pode explodir se tentar processar qualquer informação superior a três dígitos. Artigpedia significa que é uma pédia de artigos (Artig=Artigo pedia=pédia). Mas o que haveria de engraçado numa pédia de artigos? A resposta só o dono sabe. Interessante que o logotipo da Artigpedia é um morango, fruta que é um símbolo internacional da homossexualidade feminina (por que você acha que a Mulher Moranguinho tem esse apelido?), o que nos leva à teoria de que o site é gerenciado por uma presidiária lésbica na Noruega.

Ver também[editar]


A gente fala merda mas comprova o que fala!

  1. Plágio do slogan da Encyclopedia Dramatica: No lulz confiamos
  2. Ufa, eu acho que tenho os ativistas de direitos dos animais fora de nossas costas, para não mencionar os macacos.
  3. Loja de revistas em quadrinhos da Illogicopedia
  4. Fomos intimados a adicionar a linha anterior pelos nossos advogados em nome de organizações defensoras dos animais. Desde que tenha sido provado que ninguém lê referências[[[E o Quico?|Não carece de fontes]], muito obrigado], nós pensamos que vamos ficar bem em colocar um aviso aqui.
  5. Afinal, ela não escreveu nenhum deles, só falou letras pré-preparadas em um microfone e deixou tipos como Phil Spector fazer o resto depois
  6. O orçamento da Illogicopedia não estica tanto quanto onzes, uns, dois e três.
  7. Principalmente porque a ideia de Illogicopedianos se reproduzirem é um pensamento sério
  8. Que, naturalmente, é nulo. Heh heh, otários.

Ligações externas[editar]

Enciclopédias
Wikimerda(Weirdpedia - Esquisitopedia - Desgalipesta) - Uncyclopedia(Desciclopédia - Inciclopedia - Desgalipedia - Zombiepedia - Nonsensopedia - Nonciclopedia - Hikipedia) - Whuspedia - Wikipédia (Wikipedia Review - Wikipediocracy) - Wikipeetia - Conservapedia - RationalWiki - Bestopédia - Penicopédia - Desligapédia - Dorgadopédia - La Frikipedia - Anarcopédia - Privadopédia - Nupedia - WikiLeaks - Wikisimpsons - Metapédia - Wikidoido - Destruipédia - Otakupédia - Stupidedia - Encyclopedia Dramatica - WikiLetras - Insanopédia - Nazipédia - Crapédia - WikiPiada - WikiGP - RPG Wiki - Illogicopedia(Malucopédia - Artigpedia - Logimalpédie - Irratiopedia - Usopédia) - Malucopédia (Usuários) - MemesWiki - Wikiality - Payopedia - WikiIndex - EcuRed - Wikinet (Usuários) - the hidden wiki - Desciclopédia(HistóriaUsuários Banidos - Editores - Vândalos) - Encarta - Encyclopaedia Britannica - Encyclopaedia Metallum - Flapédia - Educopédia - Vândalopédia - Odontopédia - Encyclopedia Daemonica - Wikimerda (wordpress) - MormonWiki